As mulheres se dividem entre aquelas que seguem regras de etiqueta naturalmente, como que por vocação, e aquelas que não têm esse dom.

Se você não está no grupo das afortunadas, não se dê por vencida. Ninguém nasceu lady francesa. O fato é que não é admissível que uma secretária executiva desconheça etiqueta. Isso porque o que representa a empresa, cima de cartões de visita, websites e esse tipo de material, é, sobretudo, o seu corpo de funcionários. Secretárias executivas tendem a ter um contato muito grande com o público externo e este enxerga nas gafes da secretária executiva, gafes da própria empresa… e a última coisa que a empresa quer é, tendo um bom serviço/produto, perder um importante parceiro ou cliente por incidentes causados por diferenças culturais.

Secretárias executivas podem comportar-se da maneira como quiserem em sua vida pessoal; mas para sua vida profissional existe um código de normas a ser seguido que a protege contra gafes que podem colocar em risco seu sucesso profissional… esse guia é, justamente, a etiqueta.

A etiqueta nunca erra.

Ela pode, inclusive, fazer a diferença em seleções de emprego. Veja o que diz Rafael Pedroso, envolvido com contratações para a Midiaweb Inteligência Interativa, de Curitiba:

“Em primeiro lugar nós consideramos as habilidades específicas, se estão dentro do perfil que procuramos; depois consideramos fatores como experiência e habilidades secundárias que importam para a agência; por fim, havendo empate entre alguns candidatos, consideramos fatores mais subjetivos e com certeza a  forma como se apresentam faz total diferença neste momento.”

Para secretárias executivas a importância disso é ainda maior,  pois, considera-se que conhecer etiqueta empresarial é uma habilidade de primeira necessidade. O Super Secretária Executiva tem algumas dicas básicas para que você se dê bem com etiqueta e não caia nas armadilhas das entrevistas de emprego:

  • Use roupas discretas;
  • A primeira impressão é sempre a que fica;
  • Seja sempre pontual;
  • Ao conversar, olhe sempre nos olhos da pessoa;
  • Aperte firme a mão de quem cumprimenta; nada mais desagradável do que aquela sensação de que a pessoa não queria dar a mão;
  • Ouça mais do que fale;
  • Sente sempre com a postura ereta e da forma adequada; não fique sentado de qualquer jeito na cadeira como se ninguém estivesse vendo (mesmo se estiver cansado);

Founder do Super Secretária Executiva, Michele Tesser Pedroso é formada pela UNINTER em Secretariado Executivo Trilingue, desde 2009.





595_terninho_06
  1. valéria says:

    Trabalho como digitadora, mas faço serviço administrativo, arquivo, digitação, etc. Tenho 2 coordenadores e um chefe. Os coordenadores é que passam o serviço. Como sou tercerizada, observei que os colegas acham que os tercerizados são obrigados a fazerem algumas funções que não são deles. Exemplo: Me pediram para ir para o arquivo, muita bagunça e sujeira. Disse-lhe que primeiro iria arrumar o arquivo, tendo dificuldade em encontrar os processos por estarem desorganizados. Nisto limpei e organizei. Gostaram. Como a faxineira não limpava, passei a limpar de vez em quando. A geladeira estava carregada de gelo. Também limpei e propôs para as colegas que fizessemos uma escala para organizamos. Ninguém aceitou. Quanto o bebedô estragou, chegaram perto de mim e comentaram. Seria bom encher a jarra de água e deixar na geladeira. Comentei boa idéia. Mas não me manifestei em ir fazer. Moral ninguém fez. Tendo troca de funcionários o café demorou e eles pensaram que não ia ter. Então disseram ou compramos o café ou pode fazer que tem o pó. Disseram vc faz, disse-lhe não me ponha nesta, café bom é o de macho brinquei. E não fiz. Porque eles não querem fazer só querem que os tercerizados façam. A alguns dias começei a lavar e levar água para a coordenadora. Depois de ter uma gripe muito forte, suspende por causa das bacterias. Depois disto resolvi não levar mais. Ela sentiu e o coordenador. Também tenho o hábito as vezes de sair sem me despedir, porque ela fica tão concentrada e assenta de costa, que prefiro sair sem me despedir. Já até falei isto com ela. Isto porque eles também tinha este comportamento. A coordenadora só começou mesmo a me cumprimentar e sorrir quando passei a fazer este gesto da água para ela. Senti que ficou muito feliz com este gesto. Mas aconteceu algo que me fez mudar um pouco. Foi quando escreveram no quadro que a copa só poderia ser usada pelos próprios funcionários do setor. Alguns estagiários estava usando, pararam de usar, mas a funcionária do outro setor, sendo concursada continuou a usar. Senti com isto e acabei não levando a água porque ela tinha autorizado a concursada. Não estou sabendo como me comportar. Devo levar a água? Gostam do meu trabalho. O meu chefe quase sobe na cabeça da gente e não dá bom dia. Aí fico sem saber como agir. Quase todos os tercerizados reclamam disto. Agradeço se puder me ajudar como me proceder.

    • Michele says:

      Olá Valéria,

      Primeiro parabéns pela sua iniciativa em organizar o arquivo. As empresas buscam hoje profissionais assim, que tomam iniciativas e resolvem aquilo que esta dentro do nosso alcance. Muitas coisas não precisam ser faladas ou mandadas fazer, bons profissionais são aqueles que vêem e fazem. Meus parabéns! :D

      Sobre limpar, acho que agora como esta tudo arrumadinho, você pode sugerir a seu superior que ele peça a pessoa responsável pela limpeza que limpe lá da mesma maneira que limpa o restante da empresa. Não tem porque excluir essa parte não é mesmo? O arquivo é tão importante como qualquer outro setor da empresa.

      Pela utilização da copa, eu entendi que ela pode ser usada por todos daquele setor, seja concursado, contratado, estagiário ou terceirizado. Trabalha neste setor? Pode usufruir como todos. Porém, tenho uma dúvida: há mais de uma copa na sua empresa?

      Sobre cumprimentar, cumprimente todos com bom dia, boa tarde, até amanhã, bom final de semana, mesmo que não tenha retorno. Pode ter certeza que aqueles que não te cumprimentam hoje com o tempo vão passar a cumprimentá-la. Mostre que você é profissional e sabe trabalhar em equipe e de uma forma harmoniosa.

      Sobre você servir a água, se isso não lhe incomoda e de alguma forma te faz bem, não vejo mau nenhum em continuar, porém, veja se é necessário mesmo servir e se a pessoa da qual você esta levando esta valorizando seu gesto.

      Não se sinta inferior por ser terceirizada. Você é uma profissional como qualquer outro e com as suas responsabilidades e suas qualidades. Se você esta onde esta hoje é porque confiam no seu trabalho e na sua dedicação.

      Continue assim, esforçada e dedicada que com certeza logo logo reconheceram seu trabalho, ok?

      Qualquer problema que tiver e claro, estiver ao nosso alcance, teremos o maior prazer em lhe ajudar!

      Beijos ;)

Click Here to Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>